Defesa de dissertação de Fábio Morais, 26/02 às 8h30

postado em 22 de fev de 2013 06:00 por Nazareno Ferreira de Andrade
Candidato: Fábio Jorge Almeida Morais
Título do trabalho: Um Arcabouço para Provisionamento Automático de Recursos Independente do Tipo de Aplicação em Ambientes de IaaS
Orientador(es): Francisco Brasileiro e Raquel Lopes

Data: 26/02/2013
Horário: 8h30
Local: Auditório do CEEI

Banca examinadora: Marco Netto (IBM Research - Brasil), Andrey Brito (UFCG). 

Resumo: O paradigma de Computação na Nuvem carrega consigo o conceito de elasticidade, que consiste na provisão de recursos computacionais sob demanda. Esse conceito é uma das principais propriedades usadas na redução de custos derivados da execução de serviços em ambientes de infraestrutura como serviço (IaaS) dos provedores de Computação na Nuvem. No entanto, essa propriedade só pode ser inteiramente explorada se os clientes dos serviços de IaaS forem capazes de estimar futuras demandas de suas aplicações no curto prazo, de forma que apenas a infraestrutura necessária para manter as aplicações é requisitada a cada instante de tempo. Deste modo, os acordos de nível de serviço (SLAs) firmados entre o cliente do serviço de IaaS e os usuários de suas aplicações são sempre honrados e o super provisionamento é evitado. O provisionamento automático consiste no processo de modificar automaticamente a quantidade de recursos disponíveis para manter e executar uma aplicação em um ambiente de IaaS, dependendo da demanda da aplicação. O estado da prática apresenta soluções de provisionamento automático que utilizam abordagens reativas, que em geral são insuficientes para minimizar os custos de violações de SLA, embora possam reduzir os custos do super provisionamento. Para reduzir os custos devido a violações de SLA são necessárias abordagens proativas. Este trabalho propõe um arcabouço para provisionamento automático de recursos, independente do tipo de aplicação, que emprega as abordagens reativa e proativa, baseadas no uso de um conjunto configurável de preditores de demandas dos serviços, além de um mecanismo de seleção que decide, ao longo do tempo, o melhor preditor a ser usado. Também é proposto uma nova maneira de corrigir predições subestimadas, reduzindo por consequência o número de quebras de SLA. O arcabouço proposto teve seu desempenho avaliado através de simulações baseadas em rastros de utilização de aplicações em produção de clientes da HP. Os resultados mostram que é possível obter uma economia de até 37% enquanto a probabilidade de quebra de SLA é mantida em média em 0,008% e limitada superiormente a 0,036%. Além disso, a flexibilidade do arcabouço permite que, através da utilização de diferentes configurações, seja possível alcançar economias adicionais apenas com um pequeno aumento no número de violações de SLA.
Comments