Defesa de Dissertação de Mestrado N. 594 de Arthur Silva Freire

postado em 8 de ago de 2016 05:45 por Coordenação da Pós-graduação em Computação da UFCG   [ 8 de ago de 2016 11:31 atualizado‎(s)‎ ]

Candidato(a): Arthur Silva Freire

Título do Trabalho: Modelo de Redes Bayesianas para Melhoria doTrabalho em Equipe em Projetos Ágeis de Desenvolvimento de Software

Orientador(es): 

Hyggo Almeida

Angelo Perkusich

 

Data: 01/09/2016

Horário: 16:00:00

Local: Laboratorio Embedded

 

Resumo: A utilização de métodos ágeis requer que os indivíduos e as interações entre eles sejam considerados mais importantes que processos e ferramentas. Além disso, equipes ágeis precisam ser auto-organizáveis para garantir rápida agregação de valor e responsividade à mudança. Para isso, é necessário que todos os membros da equipe colaborem entre si e entendam o conceito de responsabilidade e comprometimento por parte de todos. Na literatura, é destacado o impacto positivo que fatores relacionados ao Trabalho em Equipe têm sobre o sucesso de projetos geridos com métodos ágeis. Em alguns trabalhos, ferramentas para avaliar e identificar oportunidades de melhoria do Trabalho em Equipe são apresentadas. Entretanto, no contexto em que se insere este trabalho, elas apresentam limitações, pois não focam em projetos ágeis, dependem apenas de avaliação subjetiva, ou não levam em consideração fatores-chave essenciais do ponto de vista da qualidade do Trabalho em Equipe. Portanto, neste trabalho, é apresentado um modelo de Redes Bayesianas para avaliar e identificar oportunidades de melhoria do Trabalho em Equipe em projetos de software geridos com métodos ágeis. A motivação para utilizar Redes Bayesianas advém da sua adequação para modelar incertezas em um determinado domínio, além facilidade para modelar e quantificar os relacionamentos entre os fatores-chave que influenciam a qualidade do Trabalho em Equipe. Além do modelo, também é apresentado um procedimento para auxiliar na sua utilização. O modelo e o procedimento foram avaliados em um estudo de caso com três equipes de desenvolvimento de software. De acordo com os resultados do estudo de caso, foi possível concluir que o modelo mensura a qualidade do Trabalho em Equipe precisamente, ajudando na identificação de oportunidades de melhoria desse fator, e o custo-benefício de sua utilização com o procedimento proposto é positivo.

 

Banca Examinadora:

(Membros Internos)

Kyller Costa Gorgônio

(Membros Externos)

Lenardo Chaves e Silva, UERN

Ana Luisa Ferreira de Medeiros, UFCG

Comments