Defesa de Dissertação de Mestrado N.º 565 - Dalton Cézane Gomes Valadares, em 10/07, às 14hs

postado em 7 de jul de 2015 04:14 por Franklin de Souza Ramalho   [ 7 de jul de 2015 04:18 atualizado‎(s)‎ ]
Candidato: Dalton Cézane Gomes Valadares
Título do trabalho: 
Avaliação do Desempenho de uma Rede 802.11g em uma Usina Termoelétrica

Orientador(es): Elmar Uwe Kurt Melcher e Joseana Macêdo Fechine Régis de Araújo

Data: 10/07/2015 
Horário:  14h00min
Local: Auditório do CEEI

Banca examinadora: 
Elmar Uwe Kurt Melcher e Joseana Macêdo Fechine Régis de Araújo (orientadores), Reinaldo Cézar de Morais Gomes (UFCG) e Alisson Vasconcelos de Brito (UFPB). 

Resumo: No âmbito industrial, é sabido que as redes sem fio são as mais indicadas, já que possuem baixo custo de implantação, maior flexibilidade e são menos invasivas ao ambiente. Na literatura, dentre as tecnologias de rede sem fio aplicadas em ambientes industriais, pouco destaque é dado às tradicionais 802.11a/b/g, conhecidas pelo uso doméstico e chamadas Wi-Fi (acrônimo de Wireless Fidelity). A pesquisa, ora descrita, tem como objetivo avaliar o desempenho de uma rede 802.11g em um ambiente industrial de uma usina termoelétrica (UTE). O cenário de análise foi constituído de 4 enlaces de comunicação, com o principal deles possuindo uma distância de, aproximadamente, 150 metros aos demais. Para a avaliação do desempenho da rede, foram consideradas três métricas: taxa de perda de pacotes, largura de banda e tempo de resposta. Os testes foram realizados em dois ambientes, no primeiro, avaliou-se a comunicação para o ambiente da sala de motores da UTE (interno) e, no segundo, para as torres das chaminés da usina (externo). Os resultados obtidos para potência do sinal foram comparados aos valores estimados por meio do modelo Log Distance Path Loss. Observou-se que o desempenho da comunicação realizada pela rede não sofreu degradação significativa, mesmo em um ambiente sujeito à interferência eletromagnética e demais características intrínsecas a uma UTE. Após análise concluída, verificou-se a viabilidade do uso da tecnologia 802.11g para comunicação de dados em ambientes com características similares às de uma usina termoelétrica.

Comments