Defesa de Proposta de Dissertação de Mestrado - GABRIELLA MAYARA TAVARES ALVES, em 20/11, às 14hs

postado em 12 de nov de 2015 09:04 por Franklin de Souza Ramalho   [ atualizado em 19 de nov de 2015 09:40 por Patricia Duarte de Lima Machado ]
Candidatoa GABRIELLA MAYARA TAVARES ALVES
Título do trabalho:  Um estudo sobre automatização de testes em ambientes ágeis
Orientador(es):
Tiago Massoni e Patrícia Machado

Data: 20/11/2015
Horário: 15:15h
Local: Auditório do SPLAB

Banca examinadora: Tiago Massoni (Orientador), Francisco Neto e Wilkerson Andrade

Resumo: Para garantir a qualidade do software, a atividade de teste de software é um elemento crítico e representa a última revisão de especificações, projeto e codificação. Logo, com a popularização das metodologias ágeis, o processo de teste deve então adaptar-se à agilidade na absorção, a ausência de especificação e instabilidade dos requisitos, e o protótipo de tela como documentação básica. Com isso, a especificação do teste manual torna-se a principal documentação do sistema, entretanto, o teste automatizado possui o baixo custo de tempo para execução, por ele ser sistemático na cobertura e nos requisitos. Portanto, para usufruir das vantagens oferecidas pelo teste automatizado, os engenheiros de teste devem preocupar-se em encontrar o melhor momento para automatizar os cenários de testes. Uma vez que, se automatizar cedo demais o risco destes testes futuramente passarem por alterações ou até mesmo seu descarte pode ser alto; e se deixar para realizar a automatização destes testes após o desenvolvimento das funcionalidades, existe o risco de exceder o custo x benefício, além da obsolescência do teste automatizado. Logo, diante da necessidade de automatizar os cenários de teste para usufruir de suas vantagens, e os problemas em não automatizar cedo demais ou tarde demais, levanta-se um questionamento. Qual o momento durante o desenvolvimento do software ideal para iniciar a automatização dos cenários de testes? Em busca de minimizar os problemas citado acima, propusemos um estudo que objetiva sugerir a partir de evidências qualitativas indícios do momento mais adequado para que a automatização dos testes seja realizada, diante da instabilidade da funcionalidade validada no cenário de teste.
Comments