Tese de Doutorado: 25/11/2010, 14:00.

postado em 9 de nov de 2010 03:23 por Hyggo Oliveira de Almeida   [ 10 de nov de 2010 03:09 atualizado‎(s)‎ ]
Aluno: Nivaldo Antonio Portela de Vasconcelos.
Título: Análise da codificação de objetos complexos no córtex sensorial primário e hipocampo.
Local: Auditório do CEEI.
Banca Examinadora: Sidarta Tolendal Ribeiro, DSc, UFRN (Orientador), Herman Martins Gomes, PhD, DSC/UFCG (Orientador), João Marques de Carvalho, PhD, DEE/UFCG, José Alfredo Ferreira Costa, DSc., UFRN, Antônio Pereira Júnior, DSc, UFRN, Mauro Copelli Lopes da Silva, PhD, UFPE.
Data: 25/11/2010.
Hora: 14:00.

Resumo: Apesar dos grandes avanços da neurociência, a codificação de objetos complexos, realizada por "ensembles" neuronais, ao nível telencefálico, permanece ainda não muito clara. Alguns trabalhos têm obtido sucesso utilizando a informação da ativação de conjuntos neuronais no córtex inferior temporal de primatas adultos. Nesta Tese, procuramos investigar a codificação para objetos complexos em ratos, durante a vigília, quando são observados conjuntos de neurônios de regiões primárias e do hipocampo. Como abordagem de análise, propôs-se a implementação de uma população de classificadores capaz de decidir entre as diferentes respostas neuronais, relativas aos estímulos provenientes de diferentes objetos. Os resultados encontrados até o momento, utilizando classificadores baseados em cinco diferentes modelos, demonstram a viabilidade de classificação das respostas dos neurônios biológicos em função do contato com os objetos, e que isso pode acontecer com intervalos amostrais (bins) de 250ms. Os resultados sugerem que esta codificação parece estar distribuída na ativação do conjunto de neurônios, ao invés de ser representada por neurônios específicos. Uma contribuição importante desta Tese foi mostrar que esta codificação de objetos pode ser encontrada também em áreas primárias de animais como ratos, não ficando restrita ao córtex inferior temporal de primatas adultos. Outra contribuição da abordagem de análise proposta nesta Tese foi mostrar que mesmo com o animal no escuro, é possível obter informação suficiente na ativação neuronal do córtex visual primário para decidir sobre com qual objeto o animal está em contato táctil.

Agradecemos a sua presença.