Defesa de Dissertação de Mestrado de ITALO HENRIQUE COSTA TRUTA

postado em 22 de ago de 2016 10:44 por Coordenação da Pós-graduação em Computação da UFCG   [ 15 de set de 2016 12:21 atualizado‎(s)‎ ]

Candidato(a): ITALO HENRIQUE COSTA TRUTA

Título do Trabalho: Otimizando a utilização de ambientes de nuvem PaaS usando uma abordagem preditiva

Orientador(es): 

Andrey Brito

Raquel Lopes

 

Data: 05/09/2016

Horário: 04:00:00

Local: Auditório do LSD

 

Resumo: Seguindo a tendência de diversas áreas da computação, o processamento de Big Data também foi movido para a nuvem, devido à flexibilidade e facilidade que o modelo de computação na nuvem oferece, especialmente no modelo PaaS, onde os usuários podem executar suas aplicações Big Data de maneira mais fácil e barata. Centros computacionais de nuvem necessitam fazer um gerenciamento adequado de recursos para fazer melhor aproveitamento do aparato disponível, bem como minimizar custo operacional, já que grande parte dos recursos disponíveis passam a maior parte do tempo ociosos. Muito dessa ociosidade se deve ao sistema de cotas, que considera alocação estática de recursos, ao invés de observar se os recursos estão sendo, de fato, utilizados.

O trabalho apresentado nesta dissertação propõe uma solução para melhor gerenciamento de recursos em nuvens voltadas para processamento de dados com o modelo PaaS. Esse procedimento é feito por meio de abordagens preditivas tanto a nível operacional, estimando a carga dos servidores que compõem a nuvem em instantes futuros com base na utilização real no momento e em dados históricos, e a nível de aplicação, estimando a duração de tarefas de processamento em lote usando um agrupamento baseado em dados de aplicações previamente executadas. Com estes dados, a abordagem proposta é capaz de tomar decisões não-triviais na medida em que o usuário submete aplicações para execução, tais como acelerar a tarefa, caso haja recursos sobrando no momento, adia-la, caso não haja recursos no momento mas tenha previsão de que haverá em um curto prazo, ou rejeita-la, caso não haja recursos no momento da chegada, nem previsão de haver nas próximas janelas de execução.

Fazendo uso dessa abordagem, em comparação com o caso usual, controlado pelo sistema de cotas estáticas de recurso, obtivemos um acréscimo médio de mais de 10% dos recursos da nuvem, com um acréscimo no custo operacional de apenas 1%, considerando a não-proporcionalidade de energia, também avaliada nos nossos experimentos. Além disso, houve um aumento de 20% na taxa de requisições de tarefas processadas com sucesso, o que acarretou em um acréscimo no faturamento líquido entre 10 e 20%.

 

Banca Examinadora:

(Membros Internos)

Francisco Brasileiro

(Membros Externos)

Keiko Verônica Ono Fonseca, UTFPR

Comments