História

Embora formalmente seja uma universidade nova, a história da UFCG remonta à antiga Escola Politécnica de Campina Grande, criada em 1952. Em particular a história do curso de computação tem sua origem no ano de 1968, quando foi instalado na Escola Politécnica de Campina Grande o primeiro computador em universidades do norte-nordeste do Brasil, um IBM 1130

Com a aquisição do primeiro computador e a vinda de engenheiros recém-formados do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) foram dadas as condições para a criação do Curso de Mestrado em Engenharia de Sistemas no Centro de Ciências e Tecnologia (CCT) da UFPB, que sucedeu a Escola Politécnica dentro da reforma universitária de 1970. Nesse ambiente foi criado o Departamento de Sistemas e Computação (DSC), que é até hoje a unidade acadêmica da UFCG responsável pelo cursos de graduação, mestrado e doutorado em Ciências da Computação da UFCG.

Inicialmente o DSC contou com a colaboração de professores canadenses das Universidades de Toronto e Wasterloo através dos Convênios de Cooperação CIDA/UFPB e e CIDA/COMBRA encerrados em 1980. Esses convênios incluiam a aquisição de livros, o treinamento, em nível de doutorado, de docentes oriundos do Campus II da UFPB (atual UFCG) e de outras universidades brasileiras e as visitas de professores canadenses, por períodos que variavam de três meses a um ano de permanência.

Desde seu início, a história da computação da UFCG (UFPB à época) é marcada pela forte interação com a sociedade através da formação de recursos humanos para contribuir com a solução dos problemas regionais. Em 1973, em função da demanda da sociedade por profissionais qualificados na área de Computação e Informática e da competência já instalada, foi criado o Curso de Formação de Técnicos de Nível Superior em Processamento de Dados da UFPB, mesma época em que foram instalados os outros cursos também pioneiros no Brasil: PUC/RJ, UFMG e UFRGS.

O Curso de Ciência da Computação

A criação do Curso de Ciência da Computação foi uma conseqüência natural da necessidade de formar profissionais com melhor qualificação básica que a oferecida até então pelo Curso de Formação de Técnicos de Nível Superior em Processamento de Dados. O Curso de Ciência da Computação do Centro de Ciências e Tecnologia (CCT) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) obteve, com o nome de Curso de Bacharelado em Ciências da Computação, sua autorização de funcionamento em 13 de maio de 1976 através da Resolução No 33/76 do CONSEPE/UFPB. E a Resolução No 21/77 do CONSUNI/UFPB homologou a autorização de funcionamento.

Em 10 de abril de 1978, a Resolução No 06/78 do CONSEPE/UFPB estabeleceu a estrutura curricular do Curso de Bacharelado em Ciências da Computação que já se encontrava em funcionamento desde o segundo semestre de 1977. O Curso tinha então uma carga horária de 2.880 horas e 184 créditos. Em 23 de abril de 1979, a Resolução No 23/79 do CONSEPE/UFPB estabeleceu uma nova estrutura curricular para o Curso, que passou a denominar-se Curso de Ciência da Computação. O Curso passou a ter, a partir de então, uma carga horária de 2.950 horas e 190 créditos. Em 15 de janeiro de 1980, a Portaria No 60 do Ministério de Estado da Educação e Cultura, publicada no Diário Oficial da União do dia 16 de janeiro de 1980, concedeu o reconhecimento ao Curso de Ciência da Computação. Antes, portanto, que a primeira turma de alunos tivesse concluído o Curso.

Em 4 de setembro de 1990, a Resolução No 22/90 do CONSEPE/UFPB reformula a estrutura curricular do Curso de Ciência da Computação. O Curso passou a ter, a partir de então, uma carga horária de 3.210 horas e 200 créditos.

Egressos

Desde que foi autorizado a funcionar, o Curso de Ciência da Computação já formou mais de 700 profissionais. Atualmente, o curso tem 350 alunos vinculados. A tabela abaixo mostra o número de alunos que ingressaram no curso, desde sua criação e o número de egressos.