Dissertação de Mestrado: 29/11/2010, 10:00.

postado em 10 de nov de 2010 02:55 por Hyggo Oliveira de Almeida   [ 10 de nov de 2010 11:00 atualizado‎(s)‎ ]
Aluno: Carlos Augusto de Santana Almeida.
Título: Data Warehouse de Trajetórias: um modelo semântico com suporte a agregação por direção dos movimentos.
Local: Auditório do CEEI.
Banca Examinadora: Ulrich Schiel, PhD, DSC/UFCG (Orientador), Carlos Eduardo Santos Pires, DSc, DSC/UFCG,
Claudia Maria Fernandes Araújo Ribeiro, DSc, UERN.
Data: 29/11/2010.
Hora: 10:00.

Resumo:
O desenvolvimento e barateamento dos dispositivos móveis cientes de localização (como telefones celulares, GPS, e RFID) viabilizaram o uso em larga escala dessas tecnologias para o monitoramento de objetos móveis (como veículos, pessoas, aviões), resultando na geração de grandes quantidades de dados sobre a movimentação desses objetos (isto é, trajetórias). A aquisição desses dados abriu a possibilidade para o desenvolvimento de um grande número de aplicações, como: gerenciamento de tráfego urbano, controle de tráfego aéreo, estudo da migração de pássaros, entre outras aplicações que se beneficiam com a análise de trajetórias. Para transformar essa massa bruta de dados de trajetória em informações úteis para o processo de tomada de decisão e descoberta do conhecimento, as tecnologias de data warehouse são muito utilizadas. Entretanto, um dos desafios enfrentados ao se lidar com trajetórias é a grande quantidade de dados espaço-temporais gerada pelos objetos móveis, o que é muito grande até mesmo para um data warehouse. Além disso, o suporte oferecido por essas tecnologias para dados de trajetória é muito limitado, principalmente nas questões de modelagem e armazenamento. Recentemente, surgiu o conceito de trajetórias semânticas, capaz de amenizar um pouco o problema da quantidade de dados de trajetória armazenada, ao mesmo tempo em que permite enriquecer semanticamente partes da trajetória, informações estas muito úteis para o processo de descoberta do conhecimento. A maioria dos trabalhos existentes ainda não oferece suporte a esse novo conceito, além de não permitir análise OLAP para Trajetórias, principalmente agregação por direção de seus movimentos. Com base nesse novo conceito, é proposto no presente trabalho um modelo semântico para data warehouse de trajetórias, com suporte a agregação por direção dos movimentos das trajetórias (OLAP para Trajetórias), e que proporcione uma redução na quantidade de dados armazenada (compactação de trajetórias) em relação ao modelo clássico.

Agradecemos a sua presença.